sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Psicanalista usa magnetismo para tratar doentes

Foto: Beto Moraes
NEWTON - O psicanalista e escritor brasileiro Jacob Melo, especialista em cura pelo magnetismo, inicia na segunda-feira, em Peabody, uma série de palestras sobre o tema, mostrando num Centro Espírita da cidade os motivos pelos quais o tratamento é considerado um dos mais eficientes no combate à depressão e às dores. Além dos seminários, Melo fará atendimento gratuito por dois dias.
Segundo Melo, que no Brasil já chegou a atender 80 pessoas por ano, o sucesso da cura pelo magnetismo não deveria ser um mistério. “Nós energizamos e transferimos de uma pessoa para a outra as cargas que causam as enfermidades”, disse ele.
No combate à depressão, que o psicanalista afirma ser a doença mais comum entre os pacientes, o sucesso da cura, segundo Melo, está diretamente ligado à forma como ele atua. “Nós entendemos que a causa maior da dapressão está ligada ao eixo que reúne o baço, pâncreas, rins, fígado e supra renais. Enquanto que na psicanálise nos prendemos a descobrir as perdas (como humor). E estamos tendo muito sucesso há anos”, garante ele.
Melo, de 57 anos, começou a desenvolver o fenômeno do magnetismo aos 15. “Estava próximo a um amigo que reclamava de dores fortes e comecei a suar demais. Logo depois ele parou de sentir as dores. Percebi que era algo em mim e mais tarde comecei a constatar o mesmo fenômeno. A partir de então comecei a ajudar pessoas desta forma”, conta ele.
O psicanalista aplica as sessões de magnetismo na Instituição Lar Espírita Alvorada Nova, em Natal, todas as semanas gratuitamente. “Jamais cobrei por isso. É um dom para ajudar pessoas”, explica Melo que está pelo 12o ano consecutivo nos Estados Unidos para desenvolver o magnetismo. As palestras e aplicações serão realizadas na próxima semana no Centro Espírita Cantinho de Luz, em Peabody.
Autor de cinco livros sobre o tema, Melo explica que a pessoa não precisa ser medium para aplicar o magnetismo e nem o paciente precisa ser espírita. Segundo ele, até pacientes em tratamento de câncer buscam ajuda no magnetismo. “É uma forma de aliviar a dor e enfrentar mais facilmente a quimioterapia”, diz ele.
Estudiosos sobre o assunto lembram que a Bíblia já fazia referências ao uso da imposição das mãos para as curas espirituais. São palavras do próprio Mestre Jesus, segundo o Evangelho de Marcos: “(...) e porão as mãos sobre os enfermos e os curarão”.
Em nossos tempos, muitos homens de ciência no mundo todo, trabalham em pesquisas sobre a realidade das energias curativas que podem ser transferidas de um medium curador para um paciente. Esse trabalho se estende desde as experiências com vegetais, animais, até os seres humanos.











Nenhum comentário:

Postar um comentário